A família enlutada visitou o Escritório Regional de Imigração de Nagoya para saber sobre a morte do Sri Lanka sob custódia da imigração

No dia 17, um grupo de famílias visitou o Escritório Regional de Imigração de Nagoya para ouvir explicações sobre à morte de uma mulher do Sri Lanka que estava detida no Escritório Regional de Imigração de Nagoya.

A cingalês Wishma Sandamari (33 anos), que morreu em março, por não receber tratamento, apesar de sua péssima condição física.

No dia 17, a irmã mais nova de Wishma e seus apoiadores se encontraram com Taketoshi Sano, diretor do Escritório Regional de Imigração de Nagoya, às 10:00 e pediram uma explicação de como ela morreu.

Além disso, no dia 16, foi realizado um funeral na cidade de Nagoya, e sua irmã Wayomi disse que não havia recebido do Departamento de Imigração de Nagoya uma explicação sobre a morte de sua irmã.

Sua irmã mais nova, Wayomi, começou a chorar, perguntou a verdade e falou.
¨Não acredito que minha irmã morreu aos 33 anos. Mesmo depois de mais de dois meses, não sabemos por que ela morreu.¨

Tang: Escritório Regional de Imigração, Nagoya, Sri Lanka, Imigração, Wishma Sandamari, Wayomi,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seu Kei espera por voce
Anuncie aqui
JapanMultishow
Cadastro de empresa - Guia Canal Japao
Perfil de Artista
Webjornal - Connection Japan