4 pessoas, incluindo 3 chineses, foram presas por falsificação usando os detalhes do gibi da marca Kimetsu

17/08/2021

Um grande número de produtos falsificados da marca KIMETSU NO YAIBA (鬼 滅 の 刃) foram presos em julho deste ano.

Quatro pessoas foram presas, incluindo Yukino Saito, o presidente da Companhia de Importação e Venda de Mercadorias da Cidade de Yokohama, e mais três chineses (homens e mulheres).

Em abril, as quatro pessoas fizeram um total de cerca de 10.000 falsificações, entre cobertores, toalhas, travesseiros, celulares e acessórios com os traços do personagem “Kimetsu”, marca registrada da Shueisha, dona do popular mangá “Kimetsu no Yaiba”.

As vendas desses produtos atingiram cerca de 25 milhões de ienes nos cinco meses desde dezembro do ano passado.

Mesmo que o produto não contenha os caracteres, logotipo ou personagem Kimetsu, considerou-se que o haori “padrão quadriculado” e a letra ‘destruição’ usada pelo personagem principal do mangá se confundiram com o produto, por isso os quatro foram presos por venda de produtos falsificados usando o mesmo padrão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seu Kei espera por voce
Anuncie aqui
JapanMultishow
Cadastro de empresa - Guia Canal Japao
Perfil de Artista
Webjornal - Connection Japan