Ikebana – Arranjo Floral

A Ikebana (生け花) é originária da Índia, onde os arranjos eram destinados a Buda, e se personalizou na cultura japonesa, que a tornou mais conhecida. A expressão Ikebana significa (Flores Vivas).

As flores vivas do Ikebana, arte milenar oriental ou oferta religiosa que normalmente é composta e disposta em altares.

Ikebana é a arte de montar arranjos de flores (arranjo floral) também é conhecida pela expressão Kado (arranjo floral como caminho para a sabedoria), na sua montagem, obedece a determinadas regras, são usados galhos secos e folhas de várias plantas que fazem um tipo de moldura para as flores. A estrutura de um arranjo floral japonês está baseada em três pontos principais que simbolizam o céu, a terra e a humanidade, embora outras estruturas sejam adaptadas em função do estilo e da escolha.

O significado principal é de ser uma oferenda, um ato para agradar religiões, mas também é praticado por pessoas de origem nobre. Existem diversos estilos de ikebana, o Brasil possui até uma Associação, onde os praticantes possuem toda uma tradição espiritual, uma concentração para aproveitar e apreciar a natureza.

A arte da Ikebana chegou ao Brasil com os primeiros imigrantes. A Associação de Ikebana do Brasil foi fundada oficialmente em 1962. Durante esse cinquentenário de luta, perseverança e principalmente, de muito amor e dedicação, a bagagem artística e cultural, herdada dos ancestrais, é transmitida pelas professoras voluntárias, cada qual seguindo suas próprias regras e técnicas, buscando o essencial da Arte, Equilíbrio e Beleza.

Estilos de ikebana

  • Ikenobo – É o mais antigo, e são arranjos com devoção aos deuses, e são decorados com galhos.
  • Sogetsu – É um dos estilos mais novos, ele ficou muito conhecido depois que a Rainha Elizabeth II e a Princesa Diana passaram a frequentar escolas para aprender esta técnica.
  • Ohara – É uma montagem de galhos e flores quase que empilhados.
  • Sanguetsu – É um estilo de ikebana criado por Mokiti Okada, que tem como noção básica o respeito pela natureza. Este é um estilo totalmente diferente dos anteriores, porque busca utilizar os materiais de forma que eles fiquem mais naturais possíveis.

         

História Da Ikebana

Tudo começou na Índia, quando um grupo de religiosos usavam decorações grandiosas em seus altares para Buda. Nesta época, todas as decorações com flores tinham que ser feitas manualmente para dar sentido a oferenda. Segundo a cultura, que permanece até hoje, quando você coloca suas mãos para produzir um objeto, você também coloca parte de sua alma, suas energias.

O hábito de fazer arranjos saiu então da índia e chegou até a China. Neste mesmo período, a primeira Escola de Arte Floral, que teve sua origem no Japão, enviou um estudioso chamado Omono Imoko para explorar a cultura e a tradição chinesa. Dessa forma, a técnica chegou até o Japão, onde foi aperfeiçoada e tornou-se conhecida ao redor do mundo.  Com isso os arranjos de ikebana deixaram de ser oferenda somente para Buda e passaram também a serem oferecidos para outras divindades e até para antepassados, tornando-se uma rotina da cultura japonesa.

 

 

 

 

Anúncios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anúncios
Anúncios
Anúncios
Anúncios